terça-feira, 12 de maio de 2015

segunda-feira.


às vezes vejo fotografias de outras famílias e penso: quem me dera também levá-los à eurodisney. eles iam adorar. aposto que eles iam adorar. e penso na nossa escolha, nas coisas que nos privamos de fazer. se eu trabalhasse talvez conseguisse levá-los à eurodisney e eles podiam ver os castelos e as princesas. penso nisso e depois esqueço. ontem quando acordámos a maria perguntou se podíamos ir ver patos. disse que sim. não pensei muito: disse só que sim. ainda era muito cedo e nós íamos apertados no metro, no meio de todas as pessoas que iam trabalhar e não podiam chegar atrasadas. nós não tínhamos pressa. brincámos no parque, fizemos um piquenique, demos pão aos patos, jogámos à bola e pintámos árvores e passarinhos. eu não quero a eurodisney: quero isto. tempo com eles. acordar sem saber se é domingo, segunda ou sexta-feira. dizer que sim muitas vezes. valorizo isto mais do que qualquer coisa que já tive na vida, este tempo com eles. esta oportunidade de ficar em casa, de viver sem pressa. mesmo que alguns dias sejam difíceis. às vezes sinto-me criança como eles: eu, descalça, a comer gelados no parque a meio da tarde enquanto invento histórias com dinossauros. é como andar de carrossel todos os dias.

22 comentários:

  1. Nada no mundo vale mais do que o tempo que estamos com os nossos filhos. Eles crescem num piscar de olhos, o que faz com que todos os segundos sejam preciosos. Não há nada melhor do que estar com eles, seja onde for, e criar memórias felizes que duram toda uma eternidade!

    ResponderEliminar
  2. Consegui levar os meus filhos à Disneyland Paris no ano passado, mas acredita...dava tudo para ter o que tu tens. Tempo. Não há dinheiro no mundo que pague isso.

    ResponderEliminar
  3. A qualidade de vida que proporcionas aos teu filhos por seres mãe apenas mãe estar ao lado deles para tudo em tudo não há felicidade maior nem eurodisney nem dinheiro que possa comprar este bem estar ,eles são felizes e isso é tão bom :)

    ResponderEliminar
  4. concordo com cada palavra! nos também vivemos os dias assim... Sem muitas pressas! uns melhor q outros, mas no final de cada dia, sei exactamente tudo o que ele fez e conquistou nesse dia!
    Beijinhos da costa alentejana, Xana

    ResponderEliminar
  5. Penso tantas vezes nisso.
    Trabalhamos para lhes dar coisas quando a coisa mais valiosa que lhes poderiamos dar era o nosso tempo... Dá-me um aperto no peito quando penso que a educadora da minha filha passa mais tempo com ela do que eu. Depois apercebemo-nos que a vida é mesmo assim e vamos levando com a barriga. Até um dia.

    ResponderEliminar
  6. Troquei de trabalho há uns anos porque penso exatamente como tu: o que eu quero é ter tempo para eles, todos os dias. Não estou em casa mas posso ir buscá-los cedo. Ir ao parque que fica a 100 metros de casa e andar nos baloiços. Estender uma manta e comer bolachas maria. Nos dias de semana. Chegar a casa e ficar a brincar com os carrinhos no muro ou espreitar os gatos atrás do bloco. Eu não quero 'desaparecer' o ano todo só para lhes poder dar uma semana de sonho e férias aqui e ali. Claro que gostaria de o poder fazer também, mas isto, o que temos é o mais importante e no fundo, aquilo que eles mais querem e valorizam.

    ResponderEliminar
  7. Muito bonito. Embora haja dias difíceis eu também dou graças pela opção que fiz, pela sorte que é poder estar aqui com eles e "andar de carrossel todos os dias". Abraço.

    ResponderEliminar
  8. Tão bom! Tivesse eu coragem...e era isso que eu queria. Uma vida sem pressas!

    ResponderEliminar
  9. E tudo isso não tem preço :) Não consigo levá-los à eurodisney e nem viver sem pressas. Tenho horários para cumprir. E eles também. E tenho aprendido com a Vera que é sempre possível, mesmo com os horários,e ver para lá das horas. Aos poucos sei que chego lá. Às vezes dá-me medo da falta de tempo, de estar a perder coisas deles. São opções, são escolhas e caminhos. E agradeço Vera por mostrar como é possível haver também este caminho, porque me inspira :) Obrigada. OBrigada!

    ResponderEliminar
  10. Por isso é que admiro, não és apenas uma mãe que fica em casa com os filhos. Tu aproveitas esse bónus e vives e dás a viver aos teus filhos experiências fantásticas....

    ResponderEliminar
  11. Tudo isso é bem melhor que 1000 eurodisneys :)

    ResponderEliminar
  12. E isso que estás a fazer vai criar muito mais recordações do que a ida à Euro Disney. 😊

    ResponderEliminar
  13. Tao verdade!!
    Nao ha melhor forma de passar o tempo do que junto aos nossos filhos....viver sem pressa, bem como viver com eles !!
    Nao ha Eurodisney que nos possa dar isso.
    No final de muitos dias choro....porque passo praticamente 12h por dia fora de casa....horas e horas que me fazem perder tanto da minha filha.
    Tenho trabalho...mas ainda assim alem de nao poder levar a minha filha a Eurodisney, o que me faz doer o coraçao é perder todo esse tempo que tu podes viver com os teus filhos.
    Nao ha felicidade igual para uma Mae. ;)

    ResponderEliminar
  14. Eu compreendo-a tão bem..

    ResponderEliminar
  15. Olá! Já sigo o vosso blog há algum tempo, comento hoje pela primeira vez.
    O que adoro no vosso blog é precisamente essa ausência de pressa com que vivem os dias. Tenho uma pequenita de 15 meses e agradeço todos os dias o facto de trabalhar perto de casa, o que me permite dar-lhe o almoço e ainda tenho a dispensa de amamentação ao fim da tarde, pelo que sinto que tenho acompanhado devidamente a minha filha.
    Parabéns pelo blogue e pelas actividades engraçadas que fazem. São uma fonte de inspiração.

    Ana Raquel (playmoblog.blogs.sapo.pt- pode ser que a Maria e o Miguel gostem das histórias que por lá conto)

    ResponderEliminar
  16. Não à nada que pague o tempo que se passa descontraído com os pequenos príncipes.

    ResponderEliminar
  17. Que inspiração :) um dia também gostava de dizer que sim aos meus filhos e partilhar gelados com eles nas tardes de semana, sem pressas.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  18. Que inveja! Para quê a eurosiney? Continuem a partilhar os bons momentos.

    Anita

    ResponderEliminar
  19. Adorava poder dizer o mesmo! Deve ser muito, muito bom, passar assim os dias...
    Se há coisa que me mata lentamente é não conseguir passar mais tempo com a minha filha... é sair de casa praticamente todas as manhãs e ela me dizer "não vás mamã...; não vás trabalhar hoje..; posso ir contigo?...". Saio sempre de lágrima nos olhos..conto os minutos para voltar a casa, passadas mais de 10h, e poder abraça-la outra vez. As saudades durante o dia são imensas, sei que está bem, mas devíamos ser nós, mães e pais, a acompanhar cada etapa do crescimento deles, pelo menos até irem para a escola primária...Não acho justo.. mas não conseguiria viver só com um ordenado. Ai nem disney nem parques, nem coisa alguma.... resta-me tentar aproveitar as 2/3 horas por dia que tenho com ela e os fins de semana... Aproveite a sorte que tem em estar sempre junto deles... isso é realmente o mais importante! Infelizmente não falta blogs que ostenta riqueza, lugares caros, roupas caras, tudo o que a maioria dos portugueses não consegues... Obrigada pelas partilhas!

    ResponderEliminar
  20. Acho que todas a mães que optámos por ficar em casa sentimos isso, uma vez ou outra. Olhar para os outros, o querer levá-los aqui e ali e não poder. Ultimamente tenho-me sentido um bocadinho frustrada com isso. Obrigado pelas tuas partilhas, é bom saber que há quem esteja no mesmo lugar que nós e saiba dar a volta por cima da melhor forma possível. Inspiras!

    ResponderEliminar
  21. Só agora descobri o teu blog! Tens uns miúdos mesmo queridos!! Fiquei derretida com as fotos deles :)


    GIVEAWAY - Ganha uma capa à tua escolha para o teu livro preferido!

    ResponderEliminar