sexta-feira, 10 de abril de 2015

ele.

ele começou a fazer birras. umas pequenas, outras grandes. um dia ele gritou e atirou tudo para o chão. perguntei-lhe o que se tinha passado e ele zangado respondeu: não consigo fazer uma bola. olhei para ele: frustrado, com a folha amarrotada na mão, o pé a bater com força no chão. quase sorri. mas não me quero rir das coisas mais importantes da vida dele: nesse dia a coisa mais importante da vida dele era desenhar uma bola. ajoelhei-me, mostrei-lhe como se faz uma bola, disse-lhe para continuar a praticar. estou a aprender a lidar com as birras. a maria nunca passou por esta fase: às vezes não sei como reagir. não dou palmadas, não gosto de o ignorar, não quero gritar com ele. não grito com pessoas de quem não gosto, porque hei-de eu gritar a quem mais amo? mas ele grita e diz não e cruza os braços. geme em vez de falar. sacode as pernas. chora desesperado. dois dias sem birras, um dia cheio delas. às vezes sinto que ele me está a levar a melhor. esta semana ele fez a maior birra de todas: não consegui encontrar a chucha preferida dele. olhei para ele, sentado na cama, a gritar: tão teimoso, destemido, irrequieto. nessa manhã, abraçada a ele, chorei: senti-me exausta, derrotada. à noite, sentei-me no sofá e vi a rapunzel com a maria. ele estava à mesa, com um lápis na mão, a luz do candeeiro acesa. perguntei-lhe muitas vezes se queria ir para ao pé de nós, ele disse sempre que não: estou a fazer uma coisa para ti. durante uma hora ele ficou lá. olhei para ele: tão concentrado, tão calmo. e depois o filme acabou e ele veio ter comigo: é para ti. nessa noite chorei outra vez. eu estava feliz: ele deu-me uma folha cheia de bolas.

8 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Mais uma vez deixa me sem palavras.

    ResponderEliminar
  3. Vais guardar este desenho para sempre, tenho a certeza :)

    ResponderEliminar
  4. http://www.mindfulnesseparentalidade.com/

    ResponderEliminar
  5. Que lindo... a ternura de um desenho tão especial...

    ResponderEliminar
  6. Ser mãe deve ser mesmo isso, ainda só vou a 3 meses da aventura mas ela já me ganha em algumas birras...

    ResponderEliminar
  7. Ahahhaha......as birras! A Lara tem a idade do Miguel, e além de ter sido um bebe tao dificil....nao ha um dia sem birra, sem choro.....sem gritos.
    Passa um dia inteiro nisto. Costumo dizer que é a actividade preferida dela. Chorar e bater o pe. Quando nao consegue fazer algo tambem grita e atira tudo.
    Tal como disseste....nao sei, ja nao sei como reagir, como lidar com ela...!

    ResponderEliminar