domingo, 21 de dezembro de 2014

domingo.

passámos a manhã em lisboa: a praça da figueira cheirava a chouriço assado, a rua da prata, quase deserta, aquecida pelo sol. o migas levava na mão o carrinho que era do pai e agora é dele: um dia compro-lhe aquela ambulância. o pai natal passou de elétrico e disse-lhes adeus. o cão queria apanhar as gaivotas. um carrossel e um comboio: voltas e voltas. lisboa, sempre tão bonita.

3 comentários:

  1. que maravilha, as tuas publicações estão sempre recheadas de...de uma certa magia! de um quentinho ao coração

    ResponderEliminar
  2. Adoro a minha cidade, o Porto, mas Lisboa... será sempre Lisboa!

    ResponderEliminar