sexta-feira, 5 de setembro de 2014

a nossa escola em casa.

começámos a escola em casa esta semana.
segunda-feira: amarelo. actividades: procuraram objectos amarelos numa caixa que enchi de tralha, brincaram com plasticina amarela, a maria fez uma ficha. ensinei-lhes a canção do manel que perdeu a bola e cantámos enquanto, sentados no chão, passámos a bola amarela entre nós. depois dançámos numa roda. fomos ao mercado e no caminho apontámos todas as coisas amarelas que vimos. comprámos limões e bananas. fizeram limonada. ela quis fazer a actividade do miguel: enfiar cheerios em esparguete. [não gosto muito de fazer actividades com comida, mas neste caso não houve desperdício porque voltaram para a caixa]
terça-feira: fomos passear com o pai.
quarta-feira: aprenderam os números do 1 ao 5. a maria fez uma ficha e colocou o número certo de  palhinhas em rolos de papel higiénico vazios. cantámos o balão do joão e a bola do manel.
quinta-feira: aumentámos o vocabulário sobre as coisas que temos em casa. desenhei as divisões da nossa casa e ela cortou [do catálogo do ikea] e colou o que achava que pertencia a cada divisão. foi provavelmente a manhã mais divertida, a que ela gostou mais.
sexta-feira: ela aprendeu as estações do ano e o tempo  [o baralho de cartas que encontrei numa loja chinesa é muito útil por isso resolvi fazer mais sobre outros temas], relacionou objectos com as estações adequadas, pintaram [ela o outono, o miguel possivelmente um tornado] e praticámos com a tesoura seguindo linhas rectas e curvas. ela escolheu de vários papéis que eu cortei os que se pareciam com estados do tempo e colou-os numa cartolina [e ainda desenhou o vento].
a rotina tem sido mais ou menos a mesma: eles acordam às 7h30 e bebem o leite a ver o ruca e depois brincam enquanto eu adianto as tarefas domésticas. visto-os e organizo tudo. às 9h começo as actividades. às 10h vamos para o parque onde eles brincam com os meninos até às 11h30. esta semana o pai folgou na 3ª feira o que faz com que as coisas não possam ser sempre certas, por essa razão vou fazer actividades também ao fim-de-semana para que eles possam aproveitar ao máximo os dias com o pai em casa. às vezes aparece um bocadinho de falta de confiança: estarei a ensinar da maneira certa ou não, estarei a ensinar o que importa? talvez com o tempo desapareça. a plasticina tem sido a grande aliada: entretém o miguel sempre que estamos a fazer alguma coisa que ele ainda não consegue ou não gosta. a maria tem gostado bastante. tem muito jeitinho com a tesoura, continua a baralhar as cores todas [agora aponta sempre o amarelo na rua, por isso talvez ensinar uma a uma não seja má ideia]. chama-me professora mamã: "miguelito faz o que a professora mamã diz, está bem?". diz sempre obrigada quando eu digo "acabámos". apetece-me sempre apertá-la. e aperto.



17 comentários:

  1. Que linda semana. Obrigado pela partilha.
    Boa continuação de tantas descobertas e aprendizagens.

    ResponderEliminar
  2. Olá! Queria só dizer que a ideia de ensinar as cores uma a uma é provavelmente acertada - eu ensino Inglês e, aos pequeninos especialmente, ensinam-se por temas 3 palavras novas (ou 1 conhecida e 2 ou 3 novas) que se repetem até à exaustão numa história e em canções e actividades. Ela não precisará sempre disso mas em matérias em que tenha alguma "dificuldade" é provável que funcione.

    P.S. - gosto muito de ler o blog!

    ResponderEliminar
  3. Precisa-se de educadoras/professoras como tu. Eu fico na fila de espera :)

    ResponderEliminar
  4. Parabéns, a sério.

    ResponderEliminar
  5. As crianças nestas idades não necessitam aprender nada, precisam apenas de brincar! Na escolinha realizam-se trabalhos no sentido, sobretudo, de desenvolver o sentido criativo e estético da criança, desenvolver a motricidade fina (segurar num lápis, recortar, pintar, fazer construções com blocos ou um puzzle...), despertar o interesse pela "leitura" com a audição de histórias e a interação social (o convívio com outras crianças, a partilha, o respeito pelas regras).
    Ler, escrever, contar... terá muito tempo de aprender quando for para a escola! Agora é tempo sobretudo de brincar!
    Por isso não te preocupes com aprendizagens específicas! Mas estás a fazer um ótimo trabalho com eles! As atividades que fazes são variadas e despertam o interesse deles, por isso continua!! A tua filha já sabe fazer tanto, ou mais, como os meninos que andam na escolinha!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Que miúdos cheios de sorte.. Que inspiração..

    ResponderEliminar
  7. Porquê a opção da escola em casa, pode partilhar? A Maria chegou a ir para a escola no ano passado, não foi? Eu sou apologista da escola, admiro imenso a Vera pela sua escolha e dedicação, não invejo porque, lá está, não tomaria essa opção. Mas tenho curiosidade sobre o que a levou a isso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. raquel a maria andou durante o mês de julho em part-time, 3 manhãs por semana. a escola em casa surge por várias razões mas principalmente porque, devido ao meu problema de saúde, não posso, para já trabalhar . financeiramente é impossível para nós colocar os 2 numa creche- 1 já é difícil- e não faria sentido colocá-los estando eu em casa. no próximo ano vamos estar atentos às inscrições para a maria- o ano passado com o regresso da noruega não o fizemos. sei que pode ser difícil de compreender nos dias de hoje. no meu tempo não era: nunca fui a uma creche ou pré-primária, estive sempre com a minha mãe e nunca fui uma aluna inferior por essa razão. a maria e o miguel convivem com outras crianças entre 3 a 4 horas por dia, no parque e a maria vai à ginástica 2 vezes por semana. as actividades em casa surgem para os estimular e manter longe da televisão. de qualquer forma penso que estou a melhorar bastante o que depois nos dará a liberdade financeira de decidir sem entraves se os queremos colocar ou não na escola. espero que tenha respondido à pergunta, bjs, obrigada!

      Eliminar
  8. Eu peço desculpa se de alguma forma insinuei que as competências dela são inferiores, não é mesmo nada essa a minha opinião. Acho interessante perceber as opções que nós, mães, tomamos, quer seja por convicção quer por necessidade e acredito que ganhamos sempre em partilhar experiências, mais que não seja treinamos a arte de não julgar.
    Como já disse, eu admiro imenso o trabalho que faz com os seus filhos, tenho um casal com as mesmas idades e já aproveitei muitas ideias que vi aqui nas fotos para brincadeiras com eles.
    E aproveito também para lhe agradecer, porque no início deste ano decidi que não iria bater nos meus filhos e isso foi motivado por um texto que li aqui sobre uma menina americana que foi assassinada pelos pais Pires maus tratos depois de ter deixado cair uma caixa de cereais. Aquela história mexeu muito comigo, fez-me avaliar uma série de coisas e tomei a decisão consciente de que não iria seguir um caminho de violência. É difícil, é um esforço grande por vezes mas vejo os resultados e o retorno que essa decisão trouxe a mim e à minha família.
    Por isso, obrigada. Espero que mantenha este blog por muito tempo. As suas imagens e as suas palavras têm muita força e, no nosso caso, ajudaram a mudar a nossa vida para melhor :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

      Eliminar
  9. http://www.4shared.com/get/R_477LPwce/300_moldes_de_eva_para_imprimi.html

    Moldes para recortes e colagens. Já tirei para mim. Vale a pena.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  10. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  11. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  12. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar