quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

do dia-a-dia.

às vezes gosto de escrever no facebook episódios como estes que vivi nos últimos meses. o nosso dia-a-dia. decidi partilhar alguns deles com vocês, para compensar as lágrimas, para se divertirem também connosco.


hoje achei que merecia um banho matinal em vez de um banho à hora da sesta. fechei os dois na casa-de-banho: ele abria a porta do poliban para trás e para a frente e dizia tátá!, ele abria a torneira do bidé e eu congelava, ele espalhou 3 rolos de papel higiénico e as toalhas e as revistas, ele virou a cesta da roupa e meteu meias sujas na cabeça, ele trepou a sanita enquanto eu tirava o champô e dizia quieto!quieto!.
e dois minutos depois, eu a sair, cheia de frio e de espuma vejo-a: sentada numa toalha, encostada à parede, a ver um livro. e olha para mim, sorri e diz: já 'tá mamã?
o raio dos homens sempre a atrapalhar.


mamã o mano quer um brinquedo que está lá muito alto.
então e não consegues tirar tu maria?
não, depois eu caio, faço dói-dói e fico ali no chão cheia de sangue.
um bocadinho dramática a minha menina.


maria: como é que se chama o mano? migueli.
e o papá? guilhierme.
e a mamã? mamã.
não, como é que eu me chamo? mãe.
maria, não sabes o meu nome? sei: amor!


as crianças choram pelas razões mais incríveis: desde que começámos o desfralde que a maria se sente uma menina crescida e orgulhosa. sempre que vai à casa-de-banho gosta, literalmente, de ver as suas conquistas. e hoje chorou durante 10 minutos porque nâo conseguia ver o "pum" que deu no bacio. mais incrível que isto não me ocorre.



6h30 da manhã: acordei com uma vozinha ao ouvido: "mamã, há fome na barriga".


de há um mês para cá que a maria está viciada em plasticina. adora, passa o dia naquilo. e a falar na plasticina. está sempre a dizer "a maía tem plasticina".
diz na rua a toda a gente que tem plasticina. e fica sempre tudo muito espantado, a franzir o sobrolho, encavacado. e às vezes eu também fico envergonhada. principalmente quando ela grita no supermercado "mamã, a plasticina, queres? tens PLAS-TI-CINA?!!."
é que a maria não sabe dizer plasticina: diz "pachachinha".



3 comentários:

  1. adoro tanto o teu blog!!

    ResponderEliminar
  2. ahahahah!
    Éu também tento registar essas tiradas e momentos brilhantes, porque já me apercebi, com o segundo filho, que a minha memória foi apagando algumas tiradas do primeiro filho.
    Continuação de bons momentos! Já faltam menos dias :)

    ResponderEliminar
  3. Ahahah, já me fizeste rir, especialmente este último! Que episódios maravilhosos. Realmente as crianças são o máximo :)

    ResponderEliminar