segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

a mimada.

sempre me perguntei que tipo de mãe seria. hoje sei que sou a mãe mimada. eu sou o tipo de mãe que tem muita coisa para fazer, mas tem sempre tempo para brincar. mesmo quando ela está entretida com os seus brinquedos e não me liga nenhuma. fico lá ao lado, só a ver. eu sou o tipo de mãe que pára tudo para pegar nela e lhe dar beijinhos, só porque me apetece. tenho dores nas costas e nos braços, mas passo o tempo todo com ela ao colo. durmo torta e encolhida, mas se não a tiver ao pé de mim não durmo sequer. ela dorme na nossa cama. e sim, é um mau hábito: mas sabe tão bem. aos 3, devo dizer - porque o pai também é mimado.
tenho sempre alguma coisa a dizer: sobre o que ela gosta, como devem pegar, o que devem dizer. sou assim e não há nada a fazer: passei todos os dias desde que ela nasceu colada a ela. algumas pessoas dizem que não é saudável. que devia sair com as amigas. que devia deixá-la com outras pessoas. essas pessoas não percebem que simplesmente não me apetece. não me apetece! quero ficar aqui a curtir a filha. a vê-la descobrir os dedinhos, a vê-la palrar coisas novas, a olhar para ela enquanto dorme. porque quereria eu fazer outra coisa se já estou a fazer aquilo que mais gosto na vida? as coisas não vão ser sempre assim. eu não vou poder estar sempre com ela por isso deixem-me aproveitar cada momentinho. ela agora é os meus jantares com as amigas, as minhas caipirinhas no bairro alto, as minhas noitadas de cinema, as minhas tardes às compras. e vai ser assim até me apetecer. o que é que eu posso fazer? ela é a minha pessoa preferida. 

 

4 comentários:

  1. Apetece-me bater palmas :)

    ResponderEliminar
  2. A sua Maria é muito bonita. E as suas palavras também. Parabéns por todas e por si.
    Também tenho uma Maria com 10 meses. No meu caso é a terceira.
    No seu, imagino que seja a primeira de vários de uma família feliz.
    Muitas felicidades!
    Sónia

    ResponderEliminar
  3. Uf! Até que enfim que alguém com mais capacidade do que eu, consegue por em palavras aquilo que sinto e penso há um ano.

    Obrigada! :)

    ResponderEliminar
  4. Olá, não conhecia o blog e já o li todo hoje de uma ponta à outra, apeteceu-me comentar este post porque toda a gente gosta de dar a sua opinião e todos acham que são melhores mães que nós, inclusive os que nunca tiveram filhos, e fazem-nos sentir mal com as palavras que dizem. É como tu dizes ninguém melhor do que nós sabe o que é melhor para os nossos filhos, e se nos apetece enchê-los de mimos quem são os outros para nos dizer que está mal... vão mas é à vidinha deles e deixem de se meter na nossa. Gostei muito do blog e volta e meia vou passar por cá para ver a evolução da Maria e do Miguel, pelos quais devo dar os Parabéns pois são lindos :)

    ResponderEliminar